O melasma é uma condição identificada pelo surgimento de manchas escuras na pele, sendo mais frequente na região facial.

Os cuidados com a saúde cutânea são fundamentais para evitar e se prevenir contra condições e doenças que afetam o bem-estar e a qualidade de vida. 

Dentre as inúmeras recomendações médicas, a mais importante é sobre a exposição excessiva aos raios solares, sem a devida proteção. A ação dos raios UVA e UVB, pode produzir pigmentos de cor escura na pele, conhecida também como o Melasma. 

Você sabia que esse problema é o mais comum entre as mulheres, principalmente na idade fértil? Que além dessa exposição, o Melasma pode piorar ou surgir por diversos fatores externos? 

Para você entender um pouco deste assunto e também saber tudo o que precisa sobre Melasma, separamos algumas informações importantes neste artigo que podem esclarecer suas dúvidas. 

Continue a leitura e confira!

Fatores que influenciam no surgimento de manchas

Existem inúmeros fatores externos e internos que podem influenciar no surgimento de manchas na pele. Um dos principais, como já foi dito anteriormente, é a exposição solar sem proteção, mas a falta de cuidados básicos no dia a dia também pode desencadear esse problema, principalmente na região facial. 

Mas para casos mais específicos, como o Melasma, onde são identificadas manchas escuras principalmente no rosto, os fatores hormonais, a predisposição genética, o uso de medicamentos como anticoncepcionais, doenças e até mesmo a gravidez podem estar relacionadas a essa condição. 

Mas será que o Melasma tem cura? E o tratamento? Descubra abaixo!

O Melasma 

O Melasma basicamente é uma alteração da pigmentação que acontece por uma inflamação na pele. A mesma, por sua vez, pode ocorrer devido a situações de muito estresse e alterações hormonais, como já citamos acima. 

Além disso, até o momento, não existe uma cura definitiva para esse tipo de problema cutâneo, no entanto, existem diversos tratamentos para amenizar os seus efeitos.  

Segundo o Dr. Walter Pinheiro, não há uma causa definida para o surgimento dessa condição e ela é mais frequente principalmente na face das mulheres.

Mas, é importante ressaltar, que as manchas escuras também podem surgir nos homens. 

Como identificar

Os principais sinais do Melasma são as manchas escuras ou acastanhadas que começam a aparecer na região facial, principalmente nas maçãs do rosto, na testa e lábio superior. Elas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas. 

Muitas vezes, devido à falta de cuidados e do tratamento, as pessoas com Melasma podem agravar a condição e piorar as manchas. 

Mas, é importante ressaltar que, apesar da identificação visível para todos, é necessário um diagnóstico adequado com o médico Dermatologista para realizar o tratamento que atenda as necessidades de cada caso.  Explica o Dr. Walter Pinheiro.

Cuidados básicos para evitar melasma na gravidez

Durante o período da gravidez, existe um aumento significativo do estrógeno e da progesterona, que levam a pele a um fenômeno chamado “fotoestimulação”, onde qualquer exposição ao sol pode levar ao surgimento de manchas, principalmente no último trimestre da gestação. 

Por isso, é preciso tomar alguns cuidados básicos durante o dia a dia para que a pele prevaleça longe de problemas cutâneos. Além disso, é essencial ter o acompanhamento do médico Dermatologista, para a indicação dos produtos adequados para utilização durante esse período gestacional. 

Abaixo confira 3 cuidados básicos com a pele para quem está gestante e deseja evitar o melasma:

Hidratação 

Durante a gestação, o corpo da mulher sofre várias alterações. Nesse período a pele pode ficar bastante ressecada e portanto, o uso de cremes hidratantes é fundamental para manter os cuidados com a saúde cutânea.

Proteção solar durante toda gravidez

A proteção solar é fundamental em todas as etapas da vida, mas na gravidez, esse uso se torna mais frequente. Isto porque esse item pode prevenir contra o surgimento das manchas de Melasma. 

Evitar o uso de ácidos nos tratamentos anti-idade e anti-acne 

Para não prejudicar a gestação e ainda assim manter a pele lisa e macia, é importante utilizar os produtos indicados pelo Dermatologista para esse período, como os dermocosméticos com Vitamina C e E. 

Por que ir ao Dermatologista para cuidar das manchas? 

Partindo desse princípio, precisamos ressaltar também a importância da Dermatologia Clínica. Você sabia que ela é responsável pelo diagnóstico, prevenção ou tratamento das doenças e problemas que atingem a pele e seus anexos? 

Muitas pessoas, infelizmente, desconhecem essa importância e por falta de informação e direcionamento, deixam de cuidar da saúde cutânea corretamente. 

Por isso, que em casos como o Melasma, a consulta com o médico Dermatologista é fundamental! 

Com a identificação dessa condição, por exemplo, o paciente pode realizar um tratamento adequado ao seu caso, com a orientação correta e com o uso de dermocosméticos que atendam às suas necessidades. 

Tratamento 

Agora que já sabemos que o Melasma não tem uma cura e quais os seus principais sinais, podemos falar sobre os tratamentos. 

Eles podem variar de acordo com o tipo de mancha, o local onde ela surgiu e a sua profundidade, que pode ser superficial, profunda ou mista. 

E quem vai indicar o melhor caminho para suavizar os efeitos dessa condição na pele será o Dermatologista responsável pelo caso.

Atualmente, contamos com inúmeras alternativas no mercado e nas clínicas dermatológicas para minimizar esse problema com a saúde cutânea. 

Como é o caso dos cremes clareadores, que podem proporcionar um tratamento a longo prazo, mas com resultados duradouros. 

E temos também os tratamentos estéticos, que promovem a remoção da camada superficial da pele e ajudam a reduzir as manchas escuras, como por exemplo, o peeling químico. 

Prevenção 

A maior prevenção contra o Melasma, segundo o Dr. Walter Pinheiro, é o uso do protetor solar. Ele deve ser utilizado diariamente, mesmo que em dias nublados ou chuvosos. 

Como a condição pode surgir também com a luz visível, os filtros solares comuns não protegem totalmente as pessoas. Por isso, é recomendável associar o seu uso à fotoproteção de filtros físicos com cor.

Saber o momento correto para reaplicar esse item na pele também é fundamental para manter a proteção ao longo do dia. Além disso, é importante também utilizar chapéus, óculos escuros e demais itens que possam evitar a exposição solar. 

Em conclusão 

Melasma e demais manchas causadas pela exposição solar devem ser tratadas com um profissional capacitado. Por isso, na nossa Clínica, o Dr. Walter Pinheiro ajuda seus pacientes com a orientação adequada aos cuidados tanto com a saúde cutânea, como também dos cabelos e das unhas. 

Portanto, se você gostou desse artigo e deseja cuidar da sua pele, agende agora uma consulta com a gente!

Ficaremos muito felizes pela sua escolha e confiança em nosso trabalho!

Deixe um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/drwalter/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/drwalter/public_html/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 110