A Calvície, também conhecida como Alopecia, é uma condição que acomete muitos homens e mulheres.

A calvície incomoda e mexe com a autoestima de muitos homens e mulheres. O assunto “queda dos cabelos”, costuma trazer uma série de dúvidas sobre como acontece, quais as causas e como tratar dos fios sem danificá-los ainda mais.

E se você está lendo esse post com certeza é por que deseja saber mais sobre o tema, não é mesmo? 

Por isso, resolvemos esclarecer essas e outras questões relacionadas a Calvície.

Acompanhe até o fim e descubra como podemos te ajudar nessa busca por mais informações sobre essa condição!

Bom, inicialmente precisamos explicar o real significado dessa queda inesperada dos fios. A Calvície, é uma forma de queda de cabelos geneticamente determinada e ela também é conhecida em termos mais técnicos como “Alopecia Androgenética”, explica o Dr. Walter Pinheiro.

Como já citamos acima, tanto homens quanto mulheres podem ser acometidos por esse problema, que a depender do caso, pode também ser iniciado na adolescência e só se tornar visível por volta dos 40 ou 50 anos.

Tipos de quedas de cabelo em homens e mulheres:

  • Alopecia areata

É uma condição onde acontece a perda de cabelo em áreas arredondadas ou ovais, tanto no couro cabeludo quanto de outras regiões do corpo. 

  • Alopecia Androgenética 

Padrão masculino ou feminino, onde ocorre a perda de cabelo na parte superior ou na parte frontal do couro cabeludo.

Veja também: os cuidados básicos para manter o cabelo saudável 

Fatores que influenciam na queda dos cabelos

É natural que, com a idade, o volume de cabelos diminua, mas, apesar disto, os especialistas explicam que os fatores que influenciam a calvície pode ser diversos, incluindo a genética, alteração hormonal ou até mesmo falta de cuidados diários com os fios. 

Outras questões também podem influenciar na queda, como:

  • Excesso de oleosidade sem cuidados
  • Má alimentação 
  • Carência de vitaminas 
  • Medicamentos e estresse
  • Aplicação exagerada de produtos químicos

Calvície

A Calvície acontece quando a uma disfunção genética provocada pela sensibilidade aumentada dos fios a um hormônio chamado dihidrotestosterona (DHT). 

Essa alteração provoca a perda definitiva ou parcial dos cabelos. Um dos primeiros sinais que surgem é o afinamento dos fios ou a substituição por outros mais finos. Esse tipo de condição pode ser diagnosticado por um especialista, neste caso, o Dermatologista é o profissional capacitado para uma avaliação capilar.

Veja mais: A importância dos cabelos para a autoestima

Alopecia tem cura?

Ainda não existe a cura da Alopecia, tanto para homens, quanto para mulheres.

Contudo, ao perceber os sintomas de afinamento capilar é necessário consultar o profissional especializado, para que ele possa realizar exames e realizar qual o tipo de alopecia do paciente e poder analisar o caso. 

A partir desse ponto, deve-se buscar tratamentos para reverter os efeitos e minimizar os impactos da calvície. 

Tratamentos

Para minimizar os efeitos da calvície, existem diversas medidas que podem ser adotadas com a ajuda e o acompanhamento de um profissional. Para cada caso específico, vai existir um tratamento e uma maneira de cuidar melhor dos fios.

Além disso, após a consulta e indicação do Dermatologista, em alguns casos, a pessoa pode recorrer aos medicamentos ou procedimentos estéticos recomendados pelo especialistas para desacelerar o processo de queda e estimular o crescimento dos cabelos. 

Calvície pode ser tratada 

Em conclusão, a Calvície pode afetar tanto homens quanto mulheres, alguns sinais dessa queda do cabelo surgem ainda na adolescência, porém, ficam evidentes apenas entre os 30 ou 40 anos. 

Diversos fatores podem influenciam nessa condição, como a genética, alterações hormonais, estresse, consumo de medicamentos, dentre outros. Apesar de não ter uma cura, existem tratamentos e procedimentos estéticos que podem ajudar a minimizar os efeitos da perda dos fios. 

Com os cuidados diários, uma boa alimentação e o acompanhamento de um especialista, os cabelos podem continuar saudáveis e com brilho, mesmo com o problema da alopecia. 

Se você conhece alguém que esteja passando por essa situação ou até já percebeu em seu couro cabeludo algo diferente, consulte o Dermatologista de sua confiança. 

Deixe um comentário