Micoses de unha é uma doença comum que começa como uma mancha branca ou amarela sob a ponta da unha ou do pé. À medida que a infecção fúngica se aprofunda, o fungo nas unhas pode fazer com que elas percam coloração e até engrossem.

Se sua condição for leve e não estiver incomodando, você pode não precisar de tratamento. Se o fungo causar dor e tornar as unhas espessas, medidas de autocuidado e medicamentos podem ajudar. Mas mesmo que o tratamento seja bem-sucedido, as micoses de unha costumam voltar.

O fungo das unhas também é chamado de onicomicose . Quando infecta as áreas entre os dedos dos pés e a pele dos pés, é chamado de pé de atleta.

Sintomas das micoses de unha

Você pode ter micose se uma ou mais de suas unhas forem:

Grossas;
Descoloração esbranquiçada a marrom-amarelada;
Frágil, quebradiça ou áspera;
Com forma distorcida;
Cor escura, causada por detritos que se acumulam sob a unha;
Cheirando levemente fétido;
O fungo nas unhas pode afetar as unhas, mas é mais comum nas dos pés.

Quando buscar ajuda profissional

Consulte um médico se as ações de autocuidado não ajudarem e a unha ficar cada vez mais descolorida, espessa ou deformada. Busque também ajuda profissional se você tiver diabetes e achar que está desenvolvendo micose nas unhas.

As micoses de unhas são causadas por vários organismos fúngicos. A incidência mais comum é um tipo de fungo denominado dermatófito. Leveduras e bolores também podem causar esse acometimento.

A infecção fúngica das unhas pode se desenvolver em pessoas de qualquer idade, contudo, é comum principalmente em adultos mais velhos. Conforme a unha envelhece, ela pode se tornar quebradiça e seca. As rachaduras permitem a entrada de fungos. Outros fatores – como redução da circulação sanguínea nos pés e enfraquecimento do sistema imunológico – também podem desempenhar papel fundamental.

As micoses de unha podem começar no pé de atleta (fungo no pé) e muitas vezes se espalham de uma unha para outra. No entanto, é incomum pegar uma infecção de outra pessoa.

Fatores de risco para desenvolvimento de micoses de unha

Idade avançada: devido à redução do fluxo sanguíneo, mais anos de exposição a fungos e unhas de crescimento mais lento;
Suor intenso;
Histórico de pé de atleta;
Andar descalço em áreas comuns úmidas, como piscinas, academias e chuveiros;
Pequenas lesões na pele ou nas unhas;
Diabetes, problemas de circulação ou sistema imunológico enfraquecido;

Complicações

Um caso grave de micose pode ser doloroso e causar danos permanentes às unhas. Além disso, pode levar a outras infecções graves que se espalham além dos pés, se o paciente tiver um sistema imunológico reprimido devido a medicamentos, diabetes ou outras condições.

Se o indivíduo tem diabetes, é possível que apresente redução da circulação sanguínea e do suprimento nervoso nos pés. Ele também corre um risco maior de uma infecção bacteriana da pele.

Consulte seu Dermatologista se você tem diabetes e acha que está desenvolvendo fungo nas unhas.

Prevenção contra micoses de unha

Pé de atleta

Os hábitos a seguir podem ajudar a prevenir fungos e pé de atleta, que podem causar micoses de unha:

Lave as mãos e os pés regularmente: faça isso especialmente após tocar em uma unha infectada. Hidrate-as após a lavagem;
Corte as unhas retas, alise as bordas e lixe as áreas espessas;
Desinfete o cortador de unhas após cada uso;
Use meias que absorvem o suor ou as troque ao longo do dia;
Escolha sapatos feitos de materiais que permitam respiração da pele;
Descarte os sapatos velhos ou trate-os com desinfetantes ou antifúngicos em pó;
Use calçados nas áreas da piscina ou vestiários;
Escolha um salão de beleza que use ferramentas de manicure esterilizadas para cada cliente;
Esqueça esmaltes e unhas artificiais.
Diagnóstico

Seu médico examinará suas unhas, ele também pode retirar alguns pedaços de ou raspar detritos sob ela e enviar a amostra a um laboratório para identificar o tipo de fungo que está causando a infecção.

Outras condições, como psoríase, podem simular uma infecção fúngica da unha. Microrganismos como leveduras e bactérias também podem infectar as unhas. Saber a causa da micose ajuda a determinar o melhor tratamento.

Tratamento

Mulher em consulta

As infecções fúngicas das unhas podem ser difíceis de tratar. Converse com seu médico se as estratégias de autocuidado e produtos sem prescrição médica não ajudarem.

O tratamento depende da gravidade de sua condição e do tipo de fungo que a causa. Podem levar meses para obter os resultados. E mesmo que a condição das unhas melhore, infecções repetidas são comuns.

Remédios caseiros para micoses de unha

Frequentemente, é possível cuidar da infecção fúngica das unhas em casa:

Experimente cremes e pomadas antifúngicas para as unhas. Vários produtos estão disponíveis. Caso você note manchas brancas na superfície em suas superfícies, lixe-as, molhe-as com água, seque-as e aplique creme ou loção medicamentosa.

Apare e afine as unhas: isso ajuda a reduzir a dor, diminuindo a pressão nas unhas. Além disso, se fizer isso antes de aplicar um antifúngico, o medicamento poderá atingir camadas mais profundas da unha.

Se você tiver alguma condição que cause falta de fluxo sanguíneo para os pés e não conseguir aparar as unhas, consulte um médico regularmente para poder cortá-las..

Preparação para a consulta

Para aproveitar ao máximo o tempo com o seu médico, é bom se preparar para a consulta.

O que é possível fazer: liste seus sintomas, incluindo qualquer um que possa parecer não relacionado ao fungo nas unhas.
Liste as principais informações pessoais, incluindo qualquer grande estresse ou mudanças recentes na vida. Liste todos os medicamentos, vitaminas e suplementos que está tomando.

Em conclusão

Caso as medidas adotadas não apresentem nenhum tipo de resultado, realize novamente uma consulta com seu Dermatologista.

O Dr Walter Pinheiro terá satisfação em te atender, marque uma visita ao especialista e saiba como acabar com as micoses de unha.

Deixe um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/drwalter/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/drwalter/public_html/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 110