A ceratose pilar é uma condição que afeta diretamente a camada superficial da pele e deve ser cuidada com o acompanhamento de um médico Dermatologista. 

Conhecida popularmente como “pele de galinha”, as lesões avermelhadas e muitas vezes esbranquiçadas que surgem normalmente na parte superior dos braços, nas coxas e bochechas, podem ser provocadas pela Ceratose Pilar. 

Mas o que é Ceratose Pilar? 

Em um breve resumo, essa condição que também é conhecida como “Queratose”, e que por muitas vezes pode ser confundida com espinhas, foliculite ou arrepio de frio, é uma alteração na camada mais superficial da pele que, de acordo com os especialistas afeta milhares de pessoas. 

Fatores que podem levar ao surgimento dessas lesões na pele 

A ceratose ou “queratose” pilar, geralmente ocorre a partir do acúmulo de queratina – uma proteína fibrosa que ajuda no processo de formação da estrutura do corpo e na defesa da pele contra substâncias ou infecções. 

Neste caso

Essa mesma proteína pode ajudar também a bloquear a abertura do folículo piloso. Contudo, quando ela se acumula sobre a pele, normalmente surgem manchas que são frequentemente confundidas com acne. 

Os especialistas não sabem explicar a origem desse acúmulo nessa camada da pele. No entanto, sabe-se que ela pode acontecer quando há uma associação com doenças genéticas e outras condições, como a Dermatite atópica, rinite, asma e bronquite. 

Quando procurar um Dermatologista?

Alterações na pele em qualquer parte do corpo devem ser avaliadas por um médico Dermatologista. Ele é o profissional capacitado que vai indicar o melhor tratamento para cada tipo de caso.

Se ainda não conhece a Clínica do Dr. Walter Pinheiro, clique aqui e descubra como podemos te ajudar a cuidar melhor da sua pele! 
Neste sentido,

 quando o diagnóstico for de Ceratose Pilar, você precisa saber que por não ser uma condição tão séria, não há necessidade de um tratamento longo, visto que não existe nenhum procedimento curativo para este tipo de problema. 

Tratamentos com produtos indicados por um Dermatologista

Após o diagnóstico, que é feito com base no histórico clínico do paciente, provavelmente o Dermatologista vai indicar medidas de autocuidado e cremes dermatológicos para suavizar o acúmulo de queratina nessa camada da pele. 

Além disso, a esfoliação e o uso de retinóides tópicos podem ser também uma ótima opção para amenizar esse problema. 

Em suma,

a orientação geral dos especialistas para casos de Ceratose é sempre passar um bom hidratante corporal na região afetada, ter uma alimentação com vitaminas que ajudam nesse processo; o uso de sabonetes e produtos dermocosméticos que tenham vitamina A e ácidos salicílico também podem ajudar bastante a minimizar os efeitos dessa condição e deixar a pele mais macia. 

Como cuidar das lesões durante o dia a dia 

Além do tratamento indicado pelo Dermatologista, é fundamental ter alguns cuidados para evitar a piora do quadro, tais como:

  • Se possível, resistir à tentação de cutucar, coçar ou espremer as bolinhas para não gerar lesões ou manchas permanentes;
  • Evitar usar roupas apertadas, principalmente aquelas que são feitas de tecidos sintéticos, pois elas podem causar atrito na pele;
  • Se puder, diminuir também o consumo de alimentos inflamatórios como o leite e seus derivados,assim como evitar o excesso de açúcar;
  • Não fazer tatuagem na região afetada pela lesão, pois a reação da pele é imprevisível e pode em alguns casos, piorar o quadro inflamatório e o aspecto do local;
  • Preferir sempre os banhos mornos, rápidos e sem bucha para não causar atrito;
  • Cuidado com a exposição ao sol em excesso; sempre utilizar o protetor;
  • Uma vez por semana, fazer esfoliação leve na pele para remover as células mortas.

E a depilação? 

Para quem sofre com essa condição e deseja depilar mesmo assim a região afetada, 

o método mais indicado é o laser, por ser menos agressivo a pele. 

Portanto…

O procedimento, pode até provocar uma irritação inicial, contudo, é seguro e eficiente para este tipo de situação, visto que ele enfraquece o pelo pela raiz e evita a inflamação e o agravamento das lesões.

Pós depilação

No pós depilação, independente do método utilizado pela pessoa, é importante usar também um hidratante que tenha efeito calmante e que possa ajudar na sensação de conforto.  

Em conclusão

A ceratose pilar é uma condição que pode atingir diversas pessoas, mas ela surge com mais frequência entre as mulheres. Vale ressaltar que essas  lesões avermelhadas, que deixam a pele ressecada só podem ser diagnosticadas após uma consulta com um médico Dermatologista. 

É importante lembrar também que não existe um tratamento específico para “cura” dessa doença.

Recomendação

O que os profissionais da área recomendam é que o paciente pratique o autocuidado, utilizando produtos específicos para amenizar as bolinhas na região afetada e hidratar o local. 

Além disso,

é preciso ter alguns cuidados durante a rotina do dia a dia para evitar o agravamento da ceratose, como o uso do filtro solar, esfoliação uma vez na semana e o não uso de roupas apertadas que possam provocar atrito. 

Portanto: O mais importante

tanto para este tipo de problema na pele quanto para outros, é procurar o mais breve possível um Dermatologista para tratar adequadamente do problema. 

Deixe um comentário


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/drwalter/public_html/wp-includes/functions.php on line 4556

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/drwalter/public_html/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 111