O filtro solar oral contém substâncias que refletem ou absorvem a radiação solar e potencializa a ação do protetor tradicional já usado pela população 

Você já ouviu falar sobre filtro solar oral? Bom, sabemos que o uso de protetor contra os raios solares é o meio mais acessível de proteção para crianças, jovens, adultos e idosos. Mas, a indústria de cosméticos resolveu avançar um pouco nesse setor e estão produzindo há um tempo comprimidos com ativos que refletem ou absorvem a radiação. 

Segundo a Dermatologista Mayara Nascimento, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o filtro solar oral ajuda no combate a radiação e corrige os danos causados por ele na derme. Ou seja, essas cápsulas ou comprimidos contêm substâncias com ativos antioxidantes e anti-inflamatórios que potencializam o uso do protetor tradicional. 

Como o filtro solar oral funciona? 

A exposição a luz do sol sem proteção da pele libera radicais livres que prejudicam as células, e isto, consequentemente causa efeitos negativos na derme que não conseguem se defender. Diante das agressões dos raios solares, é comum o surgimento de manchas no maior órgão do corpo humano, que se não forem tratadas, podem evoluir para um câncer.

Com o filtro solar oral, esse efeito pode ser evitado por meio do combate aos radicais livres. 

Protetor solar tradicional x filtro solar oral

Por mais vantagens que tenha o filtro solar oral, é preciso ficar atento as recomendações médicas, pois ele não substitui o uso tradicional do protetor. Isso mesmo! A finalidade do produto não é essa e muitas pessoas acabam usando, por falta de informação, apenas o filtro solar oral, achando que ficarão protegidas dos raios solares. 

Até porque, até o momento não existe comprovação científica de que o fotoprotetor via oral é tenha mais eficácia do que os tradicionais disponíveis em loção, creme, gel creme e spray. 

E, como é sempre bom lembrar da importância do uso do protetor solar, podemos afirmar que o filtro solar oral age especificamente de dentro para fora do organismo, intensificando a proteção do produto tradicionalmente utilizado pelas famílias. 

Quem pode usar o filtro solar oral?

A matéria-prima mais usada pelos fabricantes desses produtos é o Polypodium leucotomos, uma espécie de samambaia nativa das regiões tropicais e subtropicais das Américas e, por ser de base vegetal, não são considerados medicamentos. Portanto, praticamente não existem contraindicações para o uso do filtro solar oral. 

Contudo, especialistas recomendam que para iniciar o uso dessa forma de proteção na pele, é necessário a consulta com o Dermatologista, principalmente nos casos de pessoas que têm doenças na derme.

A partir de uma avaliação individual, será receitado uma formulação adequada, com a dosagem correto e modo de utilização. 

Devido ao uso indevido de produtos e medicamentos sem recomendação médica, algumas pessoas podem não se dá muito bem com o fotoprotetor. Se você ainda não entendeu, vamos explicar melhor:

Digamos que você tem algum tipo de problema na pele, como vitiligo ou manchas causadas por alguma inflamação de acne ou “pano branco”. 

Veja também: Alimentos x Pele bonita

Bom, se usar o filtro solar oral, sem a indicação de um especialista, pode sofrer efeitos não agradáveis no seu corpo, já que não foi feita uma avaliação médica para o uso ou não do fotoprotetor oral.

Diante dessa situação, outros problemas piores podem surgir, correto? Por isso, o mais importante antes de querer usar um novo produto no mercado de cosméticos, é consultar o Dermatologista. 

Portanto, fique alerta antes de tudo! O filtro solar oral tem seus benefícios a pele se usado de forma correta, ok? 

Veja abaixo alguns dos benefícios do filtro solar oral:

Efeito antienvelhecimento – Seu poder antioxidante inibe enzimas que degradam o colágeno e contribui para a prevenção de rugas. 

Efeito preventivo ao câncer de pele – Esse medicamento protege o DNA celular e suas mutações dos efeitos danosos dos raios solares

Contra manchas e melasma – Um dos efeitos dessa substância é a prevenção do surgimento ou piora de manchas causadas pelo sol. 

Principais filtros solares via oral 

Diante de tudo o que já foi citado, ele pode auxiliar no combate aos danos causados pela exposição excessiva e sem proteção na derme. E, para ajudar a população, existem diversos tipos de filtros via oral que podem ser usados, principalmente por mulheres que buscam o rejuvenescimento da pele. Veja abaixo: 

Betacaroteno: antioxidante que previne o envelhecimento da pele e ajuda a deixar a cor mais bronzeada e uniforme. 

Polypodium leucotomos: tem propriedades anti-inflamatórias cientificamente comprovadas e protege a pele de queimaduras.

Pycnogenol: substância antioxidante que combate os danos causados pela exposição solar sem proteção. 

Luteína: auxilia o controle de manchas provocadas pelo sol, como o melasma.

Tocoferol: vitamina antioxidante que protege a pele do envelhecimento precoce 

Protetor é essencial para doenças na pele

Seja oral ou tradicional, é necessário para uso diário e ajuda a prevenir o aparecimento de manchas, o câncer de pele e o envelhecimento precoce. A proteção contra os raios solares em forma de gel, creme, cápsulas ou comprimidos pode evitar problemas futuros, por isso, antes de optar pelo uso via oral é necessário a consulta com o Dermatologista.

Além disso, para cuidar melhor do maior órgão do corpo humano é preciso limpar, hidratar e esfoliar sempre as regiões mais sensíveis, principalmente a facial, onde fica mais visível os sinais de envelhecimento da pele.  

Deixe um comentário